SIGA-NOS NO GOOGLE+

MENSAGENS DE FÉ, ESPERANÇA E OTIMISMO

O DESAFIO DE SUPERAR A DOR DA PERDA

Em um processo de perda, cada pessoa tem uma reação diferente, embora muitos se acham de ferro e digam que só fica em estado de choque quem vive uma fé emotiva. Mas depende da sensibilidade de cada um, do suporte que cada pessoa tem, e da forma como aconteceu a morte. Ninguém reage de maneira igual, cabe a cada um respeitar o sofrimento do outro.

É comum alguns se sentirem Impotentes, frustrados, com sentimento de fracasso. Para eles, a vida parece não ter mais sentido.  Muitos se veem massacrados por esse turbilhão de sentimentos que os deixam sem atitude e sem chão.

Superar a dor da perda é uma tarefa de condições difíceis. Não se trata apenas da morte física, do trauma, da tragédia, mas a falta que aquela pessoa vai fazer na vida de quem fica. Assim, a saudade passa a ser o ponto de partida do sofrimento de muitas pessoas.

Se você está sofrendo com a perda de alguém, é natural se sentir sem chão. Mas saiba que isso pode ser momentâneo. O esforço, neste caso, é fundamental para que a superação aconteça e você se torne livre de um tormento que pode se transformar em martírio ao longo de toda a vida.

De nada adianta negar, fugir ou sufocar a dor. Só existe um caminho para superá-la. Enfrentá-la! Com muita fé em Deus, perseverança e força. Caso contrário, o pior pode acontecer: Morrer em vida. Tornar-se uma pessoa extremamente amarga, dura, sem brilho nos olhos e sem a capacidade de aproveitar verdadeiramente os bons momentos que a vida ainda pode lhe proporcionar.

Caso você não esteja conseguindo enfrentar sozinho essa situação, busque forças em Deus. Ele mesmo chama para Si as pessoas que se acham cansadas e sobrecarregadas, e ainda as alivia, tornando-as leves e livres (leia Mateus 11:28-30).

Se este tem sido o seu desafio, encontre o consolo Naquele que pode sanar de fato a sua dor. O Espírito Santo, o Consolador, está à sua disposição para consolar você no momento de uma perda. O conforto espiritual pode ser a solução para quem não consegue enfrentar sozinho a morte de um ente querido.

“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre.” João 14.16. Ele está perto de nós, chorando conosco, e intercedendo ao Pai por nós. “Assim também o Espírito de Deus vem nos ajudar na nossa fraqueza. Pois não sabemos como devemos orar, mas o Espírito de Deus, com gemidos que não podem ser explicados por palavras, pede a Deus em nosso favor." Romanos 8.26

O tempo é o aliado para superarmos a perda. Deus não cobra das pessoas que saibam lidar facilmente com a dor. Mas Ele oferece a sua mão, pois, Jesus mesmo chorou a morte de Lázaro.

“Jesus viu Maria chorando e viu as pessoas que estavam com ela chorando também. Então ficou muito comovido e aflito e perguntou: – Onde foi que vocês o sepultaram? – Venha ver, senhor! – responderam. Jesus chorou”.João 11.35.

Você quer que a dor passe? Não se desespere. Busque em Deus, só Ele pode preencher o  vazio que ficou. Chore aos pés de Jesus e busque o consolo Nele. Porque somente Ele é a esperança para superarmos as suas limitações.

O choro exprime a dor da alma, mas, somente a palavra de Deus juntamente com o Espírito Santo, tem poder para consolar.

A Palavra de Deus é viva e eficaz, ela alimenta e revigora a alma. No salmo 119:50 está escrito: “O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica.”

Por isso, seja forte, e busque a presença de Deus. Pense na sua vida e nos seus planos futuros, mas, acima de tudo, confie que o Senhor Jesus. Ele não lhe desampara e nunca vai deixar você para sempre à mercê desta dor.

Essência do Amor

Um comentário:

Junior Angelo disse...

Eu perdi minha esposa alguns dias a dor ta demais....ela tinha 30 anos e teve um aneurisma a nao aguentou...planos sonhos...tudo acabou...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
DICAS DE RELACIONAMENTO
AVISO SOBRE DIREITOS AUTORAIS. Todos direitos reservados. Você não pode copiar, distribuir, exibir, executar, TEXTOS OU MENSAGENS DESSE BLOG sem que seja dado crédito ao autor.

Arquivo do blog