SIGA-NOS NO GOOGLE+

MENSAGENS DE FÉ, ESPERANÇA E OTIMISMO

UM PAI OU UMA MÃE PODE DOAR TODA SUA HERANÇA PARA APENAS UM DOS FILHOS?

UM FILHO PODE RECEBER UMA HERANÇA MAIOR QUE SEUS IRMÃOS?

Dúvida do internauta: Gostaria de saber se os pais podem doar toda a herança a um único filho e excluir o outro de qualquer direito à herança. Esse casal tem apenas dois filhos homens.

Resposta de Rodrigo da Cunha Pereira*:

Primeiramente, gostaria de esclarecer que a lei brasileira não permite a doação de herança. Havendo o falecimento de alguém, seus bens são automaticamente transferidos aos seus herdeiros, um fenômeno jurídico conhecido como efeito Saisine.
O que o autor da herança pode fazer, caso tenha interesse em deixar parte de seus bens para uma pessoa específica, é redigir um testamento que o permita distribuir até 50% de todos os seus bens da forma que bem entender.

O restante da herança, os 50% remanescentes, são denominados "legítima" e não podem ser distribuídos pelo autor da herança. A legítima é direito dos herdeiros necessários do falecido, ou seja, seus descendentes, ascendentes, cônjuge ou companheiro.
A única forma prevista em nossa legislação que permite a exclusão de um dos herdeiros necessários do seu direito à legítima é mediante prova, em juízo, da sua indignidade. Um exemplo de indignidade seria o homicídio doloso (quando há intenção de matar) dos pais, cometido pelo herdeiro.

Não ocorrendo nenhuma das hipóteses de indignidade previstas em lei, no seu caso específico, o mínimo que um irmão poderá receber é 25% e o máximo é 75% da herança deixada.
UM FILHO PODE RECEBER UMA HERANÇA MAIOR QUE SEUS IRMÃOS?

Dúvida do internauta: Meus sogros têm uma casa e três filhos. Eles gostariam de doar a casa para um dos filhos e partilhar o restante do terreno entre os outros dois, sendo certo que a casa em si vale muito mais que o pedaço de terreno. Essa doação desproporcional é possível? O que eles devem fazer para conseguir fazer essa doação? É necessária a autorização dos três filhos?

Existe um instituto que se chama "legítima dos herdeiros necessários", que determina que 50% do patrimônio devem ser destinados aos herdeiros necessários (descendentes, ascendentes e/ou cônjuge sobrevivente). Na situação dos sogros do internauta, ao menos 50% (cinquenta por cento) do valor da casa e do terreno devem ser distribuídos, em idênticas frações, entre os herdeiros necessários. Os outros 50% (cinquenta por cento) poderão ser destinados da forma que os doadores desejarem, não sendo necessária a autorização dos filhos.
Todavia, é conveniente que seus pais manifestem, na escritura de doação, que a liberalidade recai sobre a parcela disponível da herança. Se a doação exceder os 50% dos herdeiros necessários, caberá ao herdeiro interessado suscitá-la perante o judiciário, a fim de que a parte excedente seja inventariada e distribuída entre os herdeiros necessários.

 *Rodrigo da Cunha Pereira é advogado, mestre e doutor em direito civil e presidente do Instituto Brasileiro do Direito da Família (IBDFAM).

Fonte: exame.abril.

Um comentário:

Bell disse...

Ótima postagem. Há muitas duvidas em torno de heranças.

bjokas =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
DICAS DE RELACIONAMENTO
AVISO SOBRE DIREITOS AUTORAIS. Todos direitos reservados. Você não pode copiar, distribuir, exibir, executar, TEXTOS OU MENSAGENS DESSE BLOG sem que seja dado crédito ao autor.

Arquivo do blog